.links

Sexta-feira, 7 de Setembro de 2007

Nem sp há rosas

Amor, que o gesto humano na alma escreve,

Vivas faíscas me mostrou um dia,

Donde um puro cristal se derretia

Por entre vivas rosas a alva neve.

A vista, que em si mesma não se atreve,

Por se certificar do que ali via,

Foi convertida em fonte, que fazia

A dor ao sofrimento doce e leve.

Jura Amor, que brandura de vontade

Causa o primeiro efeito; o pensamento

Endoidece, se cuida que é verdade.

Olhai como Amor gera, em um momento,

De lágrimas de honesta piedade

Lágrimas de imortal contentamento.

sinto-me: bem

publicado por amadoraquinta às 15:26

link do post | comentar | favorito
|

.contador

web site counter

.Fazer olhinhos

.Novembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.Recortes

. Recordar é viver

. Para um dia recordar

. artesanato

. Reciclagem

. Como é bela a natureza

. Vindimas

. Nem sp há rosas

. Ruínas

. natureza

. Natureza

.Temas

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Julho 2006

. Março 2006

.pesquisar

 

.links

.subscrever feeds